webJudaica.Com.Br
Seu portal Judaico na Internet
21/Sep/2017
Tishrei 1, 5778

Sign in with Facebook

Festas Judaicas (Chaguim)

Iom Kipur

ABC de Iom Kipur

É o dia mais sagrado do ano judaico. Saiba o que se costuma fazer, e faça também da maneira correta!

ANJO POR UM DIA

O que são "anjos"? Anjos são seres completamente espirituais, cuja única função é servir ao seu Criador.

Em Iom Kipur, todo judeu fica como um anjo. Como o Maharal de Praga explica:

"Todas as mitzvot que D'us ordenou-nos a fazer [em Iom Kipur] foram elaboradas para remover, tanto quanto for possível, a relação da pessoa com o mundo físico, até que ela seja completamente como um anjo."

Assim como os anjos (por assim dizer) tem uma postura reta, nós também passamos a maior parte do dia orando em pé na sinagoga. E, assim como anjos (por assim dizer) se vestem de branco, nós também nos acostumamos a vestir branco em Iom Kipur. Assim como anjos não comem ou dormem, nós também não comemos ou bebemos.

CINCO ASPECTOS

Há cinco tipos de envolvimento físicos dos quais devemos nos afastar em Iom Kipur:

1. Comer e beber
2. Lavar-se
3. Aplicação de óleos ou loções à pele
4. Relações maritais
5. Calçar sapatos de couro

Ao longo do ano, muitas pessoas passam seus dias focando em quase nada além de comida, sexo, trabalho, possessões materiais superficiais (simbolizadas pelos sapatos), e prazeres superficiais (simbolizadas pelos óleos). Em Iom Kipur, damos prioridade para o que realmente conta na vida.

Como Rabi Eliyahu Dessler escreveu: "Em Iom Kipur, o poder a inclinação às más ações é calado. Portanto, a ânsia de elevação espiritual de cada um se re-afirma, depois de ter estado dormente devido ao efeito mortífero do pecado à alma humana. Este rejuvenescimento do propósito faz com que a pessoa mereça consideração especial e perdão."

TESHUVA E PERDÃO

Após o episódio do Bezerro de Ouro, Moisés conseguiu obter de D'us o perdão para o Povo. Finalmente, em Iom Kipur, o julgamento foi finalizado, e Moisés trouxe pela segunda vez as Tábuas da Lei do Monte Sinai. Daquele dia em diante, todo Iom Kipur foi associado a um poder especial de limpar os erros dos Judeus (individuais e coletivos), e mantê-los quites perante a D'us.

Embora Iom Kipur deixe quites as transgressões perante D'us, isto não inclui erros cometidos contra outros seres humanos. É portanto, costume universal judaico que, algum tempo antes de Iom Kipur, se busque desculpas e perdão de amigos, parentes ou conhecidos a quem tenhamos ofendido ou insultado no ano que passou.

O JEJUM

O jejum de Iom Kipur começa ao pôr-do-sol, e se estende por 25 horas até o cair da noite seguinte.

Na tarde anterior a Iom Kipur, é uma mitzvá especial comer uma refeição festiva.

Para fazer seu jejum mais fácil, organize-se no dia anterior para comer algo a cada 2 horas. Na refeição festiva, como uma porção moderada de comida, para não acelerar o processo digestivo. Também evite beber café ou coca, pois a cafeína é diurética. Grandes bebedores de café podem evitar a dor de cabeça reduzindo gradualmente o consumo de café na semana anterior a Iom Kipur.

Depois de uma refeição, geralmente temos sede, por isso, ao completar sua refeição festiva, deixe um tempo extra para beber algo antes do anoitecer. Também, beber água morna com açucar pode ajudar a diminuir a sede durante o jejum.

EM CASO DE DOENÇA

Se alguém está doente, e um médico acredita que jejuar pode por em risco sua vida, o paciente deve então comer e beber em pequenas quantidades.
O paciente deve tentar comer somente cerca de 30 ml, e esperar 9 minutos antes de comer novamente. Depois dos 9 minutos, pode comer novamente esta quantidade, e fazê-lo ao longo do dia, de 9 em 9 minutos.

Quanto à bebida, o doente deve beber menos do que o Talmud chama de "melo lugmav" – a quantidade que encheria a bochecha de uma pessoa. Embora a quantidade varia de pessoa para pessoa, pode-se considerar aproximadamente 35 ml, e também esta quantidade pode ser bebida de 9 em 9 minutos.

Por que consumir pequenas quantidades faz alguma diferença? Pela Lei Judaica, o ato de comer é definido pelo "consumo de certa quantidade em um certo período de tempo". De outra maneira, pode ser considerado que a pessoa está "beliscando" e não de fato "comendo", que, apesar de também proibido em Iom Kipur, dá espaço para que os doentes também respeitem o dia sem por em risco sua saúde.

A razão para estas tecnicalidades é que comer em Iom Kipur é considerado uma das mais sérias probições da Torá. Portanto, mesmo quando há problemas de saúde, procuramos minimizar o desrespeito à Lei.

Note que beber e comer são tratados como atos independentes, portanto o paciente pode comer ou beber durante os 9 minutos, e as quantidades não são afetadas.

Dito isto, se estas pequenas quantidades ainda são insuficientes para o paciente, ele pode comer e beber regularmente. Neste caso, a pessoa não deve dizer o Kidush antes de comer, mas deve recitar o "Bircat HaMazon", benção de graça após as refeições, incluindo o parágrafo "yaale veyavo".

Agora, o que fazer em caso de a opinião do paciente conflitar com a opinião do médico? Se o paciente está certo de que ele precisa comer, então confiamos em sua palavra, mesmo que o médico discorde. E em caso contrário, quando o paciente se recusa a comer, apesar da recomendação médica, então convencemos o paciente a comer, pois seu julgamento pode estar prejudicado pela doença.

Fonte: Aish HaTorá