webJudaica.Com.Br
Seu portal Judaico na Internet
11/Dec/2017
Kislev 23, 5778

Sign in with Facebook

Festas Judaicas (Chaguim)

Pessach

Uma Visão Gastronômica

MEMÓRIA GUSTATIVA

Para muitos judeus, quando se fala em festa judaica, com certeza Pessach é a primeira a vir em nossas mentes. Todos possuem alguma lembrança de infância com pais, avós, irmãos, sentados em volta da mesa de Pessach, a avó que fazia um Guefilte Fish que ninguém faz melhor, a mãe que faz um kibe de farinha de matzá obrigatório não só no Pessach com em todas as festas judaicas, o ovo que minha mãe deixava numa travessa, com água e sal que eu passava metade do Sêder comendo e etc.

Acontecimentos hoje em dia muitas vezes raros, pela falta de tempo de nos encontrarmos, por levarmos uma vida tão corrida, pelos entes queridos que já não se encontram mais entre nós, outros que moram longe e etc.

Mas o encontro mais significativo entre famílias com certeza é o Pessach, aonde juntos relembramos a saída de nossos antepassados do Egito, história que nos foi contada tantas vezes, durante o jantar, na escola, pelos avós.

Me lembro muito bem que adorava na escola a festa de Pessach, as classes todas se sentavam em voltas de mesas tão compridas, que pelo meu tamanho, nem sempre enxergava o final delas, mas quando líamos trechos em conjunto ou sozinhos, era o ápice do orgulho de ter sido escolhido para ler trechos, ou com a classe em coro,ou falando sobre cada pedacinho de nossa história, lembranças que hoje em dia passo adiante.

Na minha memória também era a hora que o mais velho da casa escondia o matsá e as crianças saíam correndo a procura dela.

Vou mencionar aqui itens importantes e receitas que podemos usar no Pessach.

PREPARANDO O SÊDER

Após o término do ofício religioso na sinagoga e com todos sentados em volta da mesa, o chefe da casa ou a pessoa que conduzirá o Seder, inicia preparando as Três Matsót e a Keará.

TRÊS MATSÓT

Representam os três grupos que compõem o povo judeu:

SACERDOTES
LEVITAS
ISRAEL

O Oficiante (quem está conduzindo o Sêder), coloca-as uma sobre a outra, separadas por guardanapos, começando pela debaixo, que é denominada ISRAEL, em cima a que é denominada LEVI, e por cima das duas a que é denominada COHEN (Sacerdotes). Por cima delas é que será colocada a Keará.

KEARÁ

O oficiante dispões sobre elas os símbolos e ingredientes que serão utilizados durante a cerimônia pela seguinte ordem.

1- ZERÔA
2- BETSÁ
3- MAROR
4- CHAROSSET
5- CARPÁS
6- CHAZÉRET

ZERÔA (braço)

Osso (pescoço de galinha para os Ashkenazim, pedaço de braço de cordeiro ou ovelha, para os sefaradim) assado, com um pouco de carne, em lembrança ao Cordeiro Pascal que era sacrificado no templo, na véspera de Pessach.
Ë nos tirou de lá o Eterno, nosso Deus, com mão forte e braço estendido".
De todos os símbolos da Keará esse é o único que não será comido, porque não comemos carne assada no Dêder, pois era assim que o Cordeiro Pascoal era servido no Templo.

BETSÁ (Ovo)

Ovo cozido com casca e chamuscado no fogo, em lembrança à oferenda Chaguigá, que era sacrificada no Templo na véspera de Pessach. O ovo - um símbolo da tristez - lembra-nos a destruição do templo e, ao mesmo tempo, expressa nossa esperança em sua reconstrução em breve.

MAROR (RAIZ FORTE)

Raiz forte ralada (mas pode ser também alface romana), simbolizando a amargura da escravidão.

CHARÓSSET

Pasta de nozes e maças raladas misturadas com vinho, simbolizando a amargura da escravidão.

CARPÁS

Verdura ou legume, como salsão, rabanete ou batata cozida, que será utilizada na terceira parte do Sêder, mergulhada em água salgada (que é posta numa tijela ao lado da travessa, simbolizando ás lágrimas amargas derramadas por nossos antepassados).

CHAZÉRET

Alface romana (meticulosamente inspecionada e limpa de vermes e impurezas), que será utilizada como uma segunda porção de Marór.

Além desses símbolos, coloca-se uma tijelinha de água com sal ao lado da Keará, para nela mergulhar o Carpás na terceira parte do Sêder.

VINHO

Cada participante do Sêder deve ter um cálice (ou copo), para si, para poder tomar as 4 taças de vinho (tinto de preferência), que correspondem aos quatro "verbos"utilizados na Torá para descrever a saída do Egito.
"Eu ...vos tirarei...vos salvarei...vos redimirei...vos tomarei...". No copo deve caber, pelo menos 86 ml, de vinho.

Autor: Eliana Didio