webJudaica.Com.Br
Seu portal Judaico na Internet
25/Sep/2017
Tishrei 5, 5778

Sign in with Facebook

Festas Judaicas (Chaguim)

Purim

O Jejum de Ester - Ta'anit Ester

"E disse Ester a Mordechai, "Vá, reuna todos os judeus de Shushan, e jejuem por mim; não comam ou bebam por um período de três dias, noite e dia. Também jejuarei neste dia..." (Meguilat Ester 4:15-16)

No décimo terceiro dia de Adar, enquanto Ester se preparava para abordar o Rei Achashverosh e implorar para que ele revogasse o decreto do maldoso Haman de aniquilar os judeus, ela e Mordechai reuniram os judeus de Shushan para jejuar por três dias e orar pela intervenção de D'us na derrota de seus inimigos, de modo a encorajar os membros da comunidade judaica a dirigir seus corações e rezas para D'us e para clamar por sua ajuda em desfazer os decretos que haviam sido feitos contra eles. No terceiro dia, ela abordou o Rei, e começou a realizar seu plano para salvar os judeus, a princípio, convidando Haman e Achashverosh para uma ceia, que levaria à queda de Haman e sua armação contra os judeus.

Os sábios, posteriormente, instituíram um dia de jejum público, observado ainda hoje pelos judeus religiosos, para comemorar o evento e lembrar da importância das orações e arrependimento em tempos de tragédia e perseguição.

No 13o dia de Adar, o dia escolhido por Haman para aniquilar cada judeu de Shushan, houve uma reviravolta em seus planos, e os judeus puderam por sua mão sobre seus inimigos (Ester, 9:1). Para conquistar esta vitória, tiveram que organizar-se e defender-se, e envolver-se numa guerra contra seus numerosos inimigos. Em tempos de guerra, a nação judaica tinha o costume de jejuar, rezar e imergir-se em introspecção como meio de garantir a simpatia e ajuda divina. Nosso rabinos também ensinam que quando os judeus lutaram com Amalek, no Livro de Êxodos, Moshé declarou um dia de jejum.

É interessante notar que, para evitar a celebração num período em que os Persas estavam perdendo suas vidas em batalhas contra os judeus, o jejum foi realizado num dia em que a batalha ainda estava em curso; as festividades puderam iniciar-se somente no dia seguinte, quando a batalha estava finalmente acabada.

O jejum começa com o nascer do sol, e termina ao pôr do sol. Na manhã (Shacharit), e na tarde (Minchá), a leitura da Torá é feita em Êxodo 32:11 - 14; 35 1 -10. A Haftará nesta tarde é lida de Isaias 55:6 - 56:8.

Fonte: Virtual Jerusalem