webJudaica.Com.Br
Seu portal Judaico na Internet
11/Dec/2017
Kislev 23, 5778

Sign in with Facebook

Festas Judaicas (Chaguim)

Tu BiShvat

Tempo de Comer Frutas

Em Tu BiShvat é costume:

  • Comer frutas na terra de Israel

  • Comer uma nova fruta, para que seja feita a benção shehecheianu


  • Um Único Ano Novo

    Por que temos uma celebração especial para o Ano Novo das Árvores, enquanto dias similares, como o 1o de Elul (Ano Novo dos Animais) e 1o de Nissan (Ano Novo para Reinados e Festas) não possuem nenhuma forma de celebração, e praticamente desapareceram do calendário judaico?

    Os rabinos têm uma resposta simples: O dia 15 de Shvat é dedicado ao louvor à Terra de Israel. O dia é de alegria pois a terra começa a trazer o período de colheita, a produzir frutos e a exibir seu esplendor.

    Frutas Simbolizam Benção

    A Terra de Israel é particularmente reconhecida na Bíblia por ser uma boa terra devido a suas frutas e árvores:

    "Pois o Senhor seu D'us está lhes trazendo para uma terra boa, uma terra de rios e fontes... uma terra de trigo e cevada, e vinhas e figueiras e romãs... uma terra coberta de oliveiras e mel." (Deuteronômio 8:7-8)

    Portanto a terra de Israel é abençoada por ter cinco frutas e dois grãos. Quando o povo de Israel come elas e sente seu gosto, diz bençãos especiais, agradecendo a D'us pela boa terra que Ele lhe deu.

    A Árvore É Como os Homens?

    Numa das leis de D'us, o povo de Israel recebe a ordem de não destruir árvores frutíferas durante as guerras, pois "São as árvores dos campos como um homem, que deve ser sitiado?" (Deuteronômio 20:19).

    Os rabinos viram nesta questão retórica um elo profundo entre a humanidade e as árvores. Eles escreveram que, assim como as árvores são julgadas em Tu BiShvat, há um certo elemento de julgamento das pessoas nesta ocasião. Isto traz uma outra dimensão à festa, de alegria, já que, tradicionalmente, o Povo Judeu sempre admirou a noção de Justiça, e sempre teve fé na justiça de D'us.

    Quando Estivermos Comendo as Frutas

    Algumas pessoas comem sete frutas (pelas sete espécies), outras quinze (por ser dia 15 de Shvat). Algumas comem as frutas como parte de uma refeição festiva, outros as comem separadamente. Há os que comem as sete espécies especificamente, e há os que comem frutas típicas de Israel. As frutas devem ser comidas frescas (para que possam ser abençoadas), mas podem também ser comidas assadas, secas ou açucaradas.

    Algumas dicas:

    - Mesmo que a benção sobre o pão tenha sido dita ao início da refeição, deve ser feita a benção especial para as frutas: "... boré pri ha'etz" (Abençoado sejas Tu, Senhor e Rei do Universo, que cria os frutos das árvores).

    - Se muitas frutas estão dispostas na mesa, a benção deve ser feita sobre a mais importante, sendo válida assim para todas as outras.

    - Se frutas da Terra de Israel estão entre os frutos (azeitonas, tâmaras, uvas, figos ou romãs), estas devem ser comidas antes, em ordem de prioridade. Alguns Judeus Sefaradim comem antes comidas feitas de duas espécies de grãos antes dos frutos da Terra.

    - Uma fruta nova deve ser comida, se possível, para que seja feita a benção "... shehecheianu, vekiemanu, vehiguianu lazman hazé." (Abençoado sejas Tu, Senhor, Rei do Universo, que nos manteve vivos, nos sustentou e nos trouxe até este dia de hoje), após a benção da fruta.