webJudaica.Com.Br
Seu portal Judaico na Internet
24/Sep/2017
Tishrei 4, 5778

Sign in with Facebook

Biografias

Hannah Senesh (1921 - 1944)

Poeta e combatente, foi aprisionada, interrogada, torturada e executada após ter saltado de paraquedas na Europa ocupada pelos nazistas.

Hannah Senesh nasceu em Budapest, no ano de 1921, pertencente à uma família de eruditos e assimilados, mas tornou-se uma ardente e entusiasta sionista, perante o ambiente vulgar e virulento de anti-semitismo que reinava na Hungria.

Em setembro de 1939, veio a Israel e estabeleceu-se no Kibutz Sdot-Iam, Já em tempos precoces, descobriu-se nela o talento para as belas letras, e em Israel, começou a escrever poemas, que eram plenos de sentimento.

No fim do ano de 1942, no temor pelo destino do judaísmo europeu, e pelo destino dos seus (sua mãe), que estava em Budapest, alistou-se no exército britânico, juntando-se a um grupo de paraquedistas que foi organizado pela "Haganá", a fim de auxiliar na salvação dos priosioneiros de guerra dos exércitos aliados, como também organizar o levante dos judeus contra o domínio nazista.

Em março de 1944, saltou atrás das linhas inimigas na Iugoslávia, e atuou algumas semanas com os partizans do marechal Tito.

No dia 7 de junho de 1944, no auge dos transportes ao extermínio do judaísmo húngaro nos campos do leste europeu (Auschwitz, etc.), ela atravessou a fronteira, em direção ao seu país natal, sendo que quase em seguida foi capturada pela polícia fascista húngara. Foi torturada terrivelmente, mas não revelou nada a respeito de tudo o que lhe era sabido.

No dia 7 de novembro de 1944, foi executada por um pelotão de fuzilamento, no pátio da prisão de Budapest.

No ano de 1950, seus restos funerais foram trazidos a Israel, e foram enterrados no Monte Hertzl, em Jerusalém.

Após a sua morte, foram publicados poemas de sua autoria, cujo poema mais conhecido é o seu último, "Bendito o fósforo que acendeu e iluminou os corações".

Em nome de Hannah Senesh é chamado o kibutz Iad Chana